História da ETEC

Com um passado de excelência na formação de profissionais, o Curso Técnico de Manutenção Aeronáutica foi estabelecido em Guarujá em 1975, funcionando nas dependências da Escola Estadual Marechal-do-Ar Eduardo Gomes, localizada dentro da Base Aérea de Santos, vinculado à Secretaria de Estado da Educação. Em 2004 todas as escolas estaduais desativaram seus cursos técnicos, para dedicarem-se exclusivamente aos ensinos fundamental e médio regulares, seguindo orientações pedagógicas da administração estadual.

O saudoso Professor José Gonçalves dos Santos, então coordenador do Curso de Manutenção Aeronáutica não se conformou com o fechamento do curso, e entre 2004 e 2005 reivindicou e articulou para que o curso voltasse a ser oferecido em Guarujá. Encontrou eco em algumas personalidades engajadas na educação e na política da cidade, como os professores Luiz Carlos Romazzini e Maria Antonieta de Brito, e o então Secretário Estadual de Ciência, Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Turismo, José Carlos Meirelles. Em 2005 a Prefeitura de Guarujá e o Centro Paula Souza, celebraram um Convênio de Cooperação Técnico – Educacional para a instalação de uma escola técnica estadual – Etec – que funcionasse a partir de 2006. Nos termos desse convênio, a Prefeitura se responsabilizou pelo repasse de recursos para manutenção do edifício para a instalação da nova Etec e o Centro Paula Souza responsabilizou-se pela organização dos cursos técnicos, provendo professores e equipamentos para os cursos.

Nesse período, o Centro Paula Souza está em franca expansão, com o aumento de vagas nos cursos técnicos e no Ensino Médio, disponibilizando à mais cidadãos a possibilidade de aperfeiçoarem seus estudos e garantirem uma formação técnica de qualidade.

O encarregado para a viabilização e coordenador de implementação da nova Etec foi o Professor Antonio Joaquim Almeida Ferreira, do Centro Paula Souza. Nesse período de implantação, a escola funcionou sob o regime de Classe Descentralizada da Etec Aristóteles Ferreira, de Santos.

A nova escola iniciou suas aulas em 2006, ano do centenário do vôo do 14 Bis, primeiro avião a decolar, voar e aterrissar por seus próprios meios, invenção de Alberto Santos Dumont. O inventor do avião e a cidade de Guarujá têm uma relação muito especial, pois foi Guarujá que ele escolheu para terminar seus dias, em uma suíte do Grande Hotel de La Plage, em 1932.

A convergência de fatos e pessoas foi um signo de sorte, pois o reverenciado curso de Manutenção Aeronáutica encontrava um lar, uma escola que escolheu como patrono o pai da aviação moderna, e na cidade onde ele terminara seus dias, iniciando suas atividades no ano do centenário de seu maior invento. Mas não era apenas isso, pois além do curso de Manutenção Aeronáutica também foi autorizada a implantação do primeiro Curso Técnico em Hotelaria de Guarujá, para preparar os jovens da cidade ao trabalho no maior parque hoteleiro do litoral paulista, a cidade de Guarujá.

O Decreto n. 50.895, de 21 de junho de 2006, do Governador Cláudio Lembo, cria a Escola Técnica Estadual Alberto Santos Dumont, do Centro Paula Souza, e dá outras providências. Assim nasce a Etec Alberto Santos Dumont, atraindo à atenção da Comunidade local com a excelência e qualidade que são peculiares às unidades de ensino do Centro Paula Souza. Apenas dois anos depois a escola dobrou o número de cursos, oferecendo, a partir de 2008 o Curso Técnico em Secretariado e o Curso de Ensino Médio regular. A partir de 2009 é oferecido o Curso Técnico em Turismo Receptivo.

Com esses cinco cursos (Manutenção de Aeronaves, Hospedagem (Hotelaria), Secretariado, Turismo Receptivo e Ensino Médio) a escola chega ao seu limite físico, não havendo mais espaço para abrigar novos cursos técnicos nas dependências do edifício alugado pela Prefeitura de Guarujá.

A dinâmica do mercado de trabalho proporcionou que houvesse uma renovação nos cursos oferecidos no eixo de hospitalidade, durante a década de 2010, com o oferecimento dos cursos técnicos em Eventos e em Cozinha, além disso, foi implantada uma dinâmica de rotatividade de cursos, possibilitando a entrada do curso técnico em Logística. Destaque também às novas Tecnologias de Informação e Comunicação – TICs – que possibilitaram a modalidade semipresencial à alguns dos nossos cursos técnicos: Administração e Secretariado, modalidade Teletec, onde os alunos tem à disposição um Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA – on-line, e comparecem aos sábados de manhã na escola.

O ano de 2018 marcou a transferência da escola de sua primeira sede, em edifício alugado na Rua Dona Vitória, no bairro Jardim São Miguel, na região da Praia da Enseada, para um prédio próprio, na Rua Dr. Carlos Nehring, no Bairro Jardim Helena Maria. Essa nova sede, abrigou a antiga Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de Moraes e o Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos Prof. Luiz Carlos Romazzini. No passado, também havia nesse local o Centro Específico de Formação e Aperfeiçoamento do Magistério – CEFAM.

A reorganização promovida pela Secretaria de Educação do Estado transferiu o CEEJA para outra sede e extinguiu a Escola Renê, transferindo toda a área para o Centro Paula Souza, para a instalação da Etec, através do Decreto n. 63.473, de 11 de junho de 2018, do Governador Márcio França. A presença da Etec Alberto Santos Dumont nesse local resgata um passado de formação profissional que aquelas paredes presenciaram nos anos de funcionamento do CEFAM de Guarujá.
O edifício principal, com 10 salas de aula, foi construído em 1968, projetado pelo arquiteto e designer polaco-brasileiro Jorge Zalszupin, em estilo brutalista, excelente exemplo da escola paulista de arquitetura modernista, representada pelo próprio Zalszupin, além de Vilanova Artigas, Lina Bo Bardi e Ruy Ohtake, entre outros.

A escola congrega alunos provenientes de todas as nove cidades da Região Metropolitana da Baixada Santista, embora a maioria de seus alunos sejam moradores de Guarujá.

A Etec Alberto Santos Dumont se destaca na região em razão do trabalho de seus docentes e profissionais, pelo desempenho acadêmico e profissional dos seus alunos, tendo como missão se tornar um espaço para a produção e reprodução de conhecimentos culturais, científicos e tecnológicos, capaz de influenciar positivamente o avanço sócio-econômico e educacional das comunidades de Vicente de Carvalho e Guarujá, bem como de toda a Região Metropolitana da Baixada Santista, do Litoral Paulista, do Estado de São Paulo e do Brasil por meio do oferecimento de qualificação e requalificação de jovens e adultos, desenvolvendo competências pessoais e profissionais no educando para que este tenha uma vivência individual/coletiva, autônoma e crítica na sociedade, convivendo e respeitando a diversidade humana, além deste mesmo espaço se constituir como um referencial de qualidade para o mercado de trabalho.

Prof. Luiz Paulo Neves Nunes

O Centro Paula Souza

O Centro Paula Souza (Centro Estadual de Educação Tecnológica – CEETEPS) é uma autarquia do Governo do Estado de São Paulo criada em 1969 pelo Governador Roberto Costa de Abreu Sodré.

É responsável pela educação profissional pública nos níveis técnico, tecnológico e pós-graduação, sendo vinculado à Secretaria de Desenvolvimento (antiga Secretaria de Ciência, Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Turismo).

Oferece 31 cursos Superiores de Tecnologia ministrados em 47 Faculdades de Tecnologia – FATECs – localizadas em 44 municípios do Estado para mais de 21 mil alunos, além de atender mais de 100 mil estudantes nos níveis de ensino Médio e Técnico, para os setores Industrial, Agropecuário e de Serviços, em cerca de 78 habilitações de Cursos Técnicos em 141 Escolas Técnicas Estaduais – ETEcs – em 115 cidades paulistas.

Prof. Luiz Paulo Neves Nunes

A cidade de Guarujá

A cidade de Guarujá está localizada na Ilha de Santo Amaro, no litoral do Estado de São Paulo, sendo uma das nove cidades da Região Metropolitana da Baixada Santista. Com algumas construções que datam do Período Colonial, foi parte da cidade de Santos até 1934, quando foi emancipada pelo Governado do Estado de São Paulo Armando de Salles Oliveira. Atingiu autonomia política em 1948.

A cidade de Guarujá tem uma área total de 139 km² e 300 mil habitantes. Situada a 80 quilômetros de São Paulo, Guarujá destaca-se economicamente em turismo, comércio, indústrias e na atividade portuária.

Prof. Luiz Paulo Neves Nunes

Deixe uma resposta